AMC, TJSC e Fiesc assinam convênio para oferecer oportunidade de estudo e trabalho a jovens abrigados

A Associação dos Magistrados Catarinenses (AMC) o Tribunal de Justica de Santa Catarina (TJSC) e o Sistema Fiesc assinam, no próximo dia 30, em Chapecó, o Termo de Cooperação que marca o início das atividades do projeto Novos Caminhos na região oeste do Estado. O objetivo é capacitar profissionalmente os jovens que, ao completar 18 anos, deixam os abrigos sem nenhuma perspectiva, e inseri-los no mercado de trabalho.

A iniciativa pretende preencher uma lacuna social importante. A estimativa é que nos próximos anos, cerca de 600 jovens, ao atingirem a maioridade, deixarão as casas de acolhimento no Estado. Para o presidente da AMC, o “projeto terá um grande impacto social” e contribuirá no desenvolvimento de crianças e adolescentes, que, por diversos motivos, já passaram por algum tipo de violência e merecem a oportunidade de um futuro melhor.

No primeiro momento, os jovens serão capacitados profissionalmente pelo Instituto Euvaldo Lodi (IEL), ligado a Fiesc, de acordo com as suas afinidades ou aptidões. Em seguida, serão encaminhados para ocupar os postos de trabalho nos mais diversos ramos da indústria. Isso com uma avaliação frequente que ajudará, ainda, a identificar quem precisa de algum complemento na escolaridade. “O lançamento do projeto piloto será na região Oeste, mas depois de validarmos a metodologia, a intenção é levá-lo para toda Santa Catarina”, destaca Junkes.

Serviço

Café da manhã de lançamento – Projeto Novos Caminhos (aberto à imprensa).
30 de agosto de 2013, às 8h30
Hotel Bertaso, na Avenida Getúlio Vargas, 52 – Centro – Chapecó – SC.

Deixe uma resposta