Parceria garante computadores para jovens assistidos pelo Programa Novos Caminhos

Três entidades da região do Vale do Itapocu que abrigam adolescentes do programa Novos Caminhos foram beneficiadas com 10 computadores. A entrega dos equipamentos ocorreu na tarde desta segunda-feira (31/8), em formato digital, com a participação de várias lideranças.

Duas entidades de Jaraguá do Sul (abrigos institucionais Mônica Maria Franzner Lescowicz e Edith Mary Hermann) vão receber três computadores cada uma. Outros quatro equipamentos serão doados para o Lar da Criança Marcos Valdir Moroso, em Guaramirim. Todos os equipamentos foram doados por quatro empresas jaraguaenses: Adapcon, Malwee, Marisol e WEG.

A desembargadora Rosane Portella Wolff, da Coordenadoria Estadual da Infância e Juventude (Ceij), destacou que a ação pode parecer pequena pela quantidade de computadores, mas seu efeito é grandioso: “É um grande desejo estender esta ação para outras regiões de Santa Catarina. O programa Novos Caminhos tem excelentes equipes que podem ajudar nesta questão. Sem dúvida, as quatro empresas parceiras foram essenciais para que chegássemos ao dia de hoje. Agradeço imensamente às empresas e a todos os envolvidos nesta ação.”

Mário César de Aguiar, presidente da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc), ressalta que o ato simboliza o entendimento de unir forças em prol dos jovens. “Que iniciativas como esta possam ser cada vez mais replicadas. O Novos Caminhos é um programa exitoso, um belo exemplo para todo o Brasil”, expõe.

Oportunidade e qualificação dos jovens foram a tônica do discurso da presidente da Associação dos Magistrados Catarinenses (AMC), Jussara Schittler dos Santos Wandscheer. Em sua explanação, a magistrada frisou que muito já foi feito, mas é preciso fazer muito mais nesse tema que envolve a inclusão digital. “Que estes equipamentos possam servir para qualificar ainda mais estes jovens abrigados”, comenta.

A juíza Daniela Fernandes Dias Morelli, titular da Vara da Família, Infância e Juventude da comarca de Jaraguá do Sul, ressalta que “é gratificante notar que, diante de tantas incertezas, nós nos deparamos com pessoas e empresas engajadas em fazer com que jovens se aprimorem para enfrentar o mercado de trabalho”.

Na opinião do vice-presidente para Assuntos Regionais da Fiesc, Célio Bayer, esta é uma grande ação de inclusão digital dentro dos abrigos vinculados ao programa Novos Caminhos. “Faço aqui o desafio de implantar esse tipo de ação nas demais 16 regionais da Fiesc espalhadas por todo o Estado”, incentiva o empresário. As quatro empresas parceiras vão receber um certificado com o selo “Amigo do Programa Novos Caminhos”. 

Representante da empresa Malwee, Luciano André Baramarchi informa que a empresa sempre foca em ações voltadas para diminuir a desigualdade social, como é o caso do programa Novos Caminhos. 

Assistente social da comarca de Jaraguá do Sul, Ana Paula Fardin Soares ressalta que o objetivo do programa vai muito além de equipamentos para alcançar valores tão caros como a solidariedade com o próximo. 

Tadeu Sabel, supervisor de Educação e Mercado da Fiesc para o Vale do Itapocu, informa que mais de 900 computadores já foram doados para a inclusão digital de entidades e instituições da região de Jaraguá do Sul. Ele conta que um dos jovens acolhidos também foi responsável pela montagem dos computadores.

Também participaram do evento virtual a diretora do Fórum de Jaraguá do Sul, juíza Graziela Shizuiho Alchini; o promotor de Justiça Marcelo José Zattar Cota; o presidente em exercício da OAB – seccional Jaraguá do Sul, Mário César Felippi Filho; e o secretário municipal de Assistência Social de Jaraguá do Sul, André de Carvalho Ferreira, além de representantes do Sesi/Senai.

O programa Novos Caminhos tem como objetivo ajudar jovens que estão prestes a sair das casas de acolhimento pelo limite de idade, ao oferecer alternativas de qualificação para o mercado de trabalho, por meio de cursos profissionalizantes e encaminhamento para vagas de emprego em empresas parceiras do projeto. A ideia é que eles ganhem autonomia e independência financeira para a vida fora dos abrigos.

O programa é uma iniciativa da Coordenadoria Estadual da Infância e da Juventude (Ceij), do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, juntamente com a AMC e a Fiesc. Atualmente, também integram o programa a Ordem dos Advogados do Brasil de Santa Catarina (OAB/SC), o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina (Fecomércio), a Associação Catarinense de Medicina (ACM) e a Fundação de Estudos Superiores de Administração e Gerência (Fesag).

fonte:

https://www.tjsc.jus.br/web/imprensa/-/parceria-garante-computadores-para-jovens-assistidos-pelo-programa-novos-caminhos?inheritRedirect=true&redirect=%2F