Tribunal promove discussão sobre a operacionalização do Programa Novos Caminhos

A Coordenadoria Estadual da Infância e da Juventude do Tribunal de Justiça de Santa (Ceij/TJSC) realizou nesta semana (4/6), no auditório Thereza Grisólia Tang, a terceira reunião da Coordenação Estadual do Programa Novos Caminhos.

Em conjunto com os demais parceiros, o objetivo foi debater as estratégias de gestão para alcançar melhorias na operacionalização do programa, que tem por finalidade incluir adolescentes acolhidos no mercado de trabalho. Atualmente, Santa Catarina tem 516 adolescentes a partir de 14 anos que estão em serviços de acolhimento ou deles são egressos , com possibilidade de inserção no programa.

Considerado o desafio da empregabilidade no cenário atual, tratou-se da participação dos adolescentes do programa nas Feiras de Aprendizagem Profissional 2019 . Os jovens participarão de uma programação específica e terão acesso a vagas de emprego na modalidade de aprendizagem.

As feiras acontecem nas unidades do Senai dos municípios de Itajaí, São Bento do Sul, Rio do Sul, Videira e Tubarão no dia 12 de junho, das 13h às 17h. De acordo com as informações oficiais do programa, neste ano cerca de 110 jovens realizaram matrícula em algum dos cursos ofertados pela Fiesc (Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina) e Fecomércio (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina).

“Nosso desafio é inserir os adolescentes que foram vítimas de abandono ou violência familiar no mercado de trabalho. Somente em 2019, 192 jovens completam 18 anos e, por força da legislação, deixarão os abrigos e passarão a se sustentar por conta própria. Alguns deles não têm parentes para recebê-los e, por isso, existe a necessidade da inserção em empresas para o aprendizado profissional”, destaca a coordenadora da Ceij, desembargadora Rosane Portella Wolff.

As instituições signatárias também debateram sobre a prorrogação do termo de cooperação técnica que instituiu o Novos Caminhos por mais três anos, atribuições dos parceiros, banco de currículos e atendimento psicológico ao público-alvo. Desde 2013, a iniciativa do Poder Judiciário capacita e qualifica adolescentes a partir dos 14 anos que se encontram ou passaram por medida protetiva de acolhimento. A reunião contou com a presença de representantes da Fiesc, da Fecomércio, do Ministério Público de Santa Catarina, da Associação dos Magistrados Catarinenses e da Fundação ESAG.
———————————————————————–

Fotos: Divulgação/Assessoria de Imprensa TJSC
Responsável: Ângelo Medeiros – Reg. Prof.: SC00445(JP)
Textos: Assessoria de Imprensa/NCI

Fonte: https://portal.tjsc.jus.br/web/sala-de-imprensa/-/tribunal-promove-discussao-sobre-a-operacionalizacao-do-programa-novos-caminhos